“É o mundo dos disfarces, dos fingimentos, esconde na roupa de virgem a podridão que ninguém vê”

Publicado em: 10 agosto 2017 ás 19:14:07
Bradou o pastor Frank Mendonça na terceira noite do Congresso UMADESC

Por Monique Suriano

“Eu queria convidar você a levantar uma de suas mãos e a fechar os seus olhos por um instante. Eu te convido a invocar a presença do Espírito Santo de Deus. Principalmente você que está nesse ambiente de festa, mas que está distante de Deus. Eu te convido a clamar pela doce presença do Espírito Santo e a dizer que Ele é bem-vindo aqui”, disse o cantor Peterson, da dupla Peterson e Mag, durante a ministração na terceira noite do Congresso UMADESC. Eles cantaram as músicas “Não Retires de Mim” e “Santo Espírito És Bem Vindo Aqui”. A cantora Mayara Lopes também louvou com os hinos “Eu Vou Subir” e “Sete Trombetas”. “Você tem uma promessa de Deus, é por isso que você está aqui hoje, é por isso que Deus tem te visitado nesses dias. Você é um jovem lavado e remido pelo sangue do cordeiro, chamado para fazer a diferença!”, disse o presidente da UMADERJ, pastor Jesonias Nia, que também marcou presença na festividade.

Antes da ministração da Palavra de Deus, o grande coral da UMADESC cantou “A Voz” e “Galileu”. O pregador da noite foi o coordenador geral da União de Mocidade das Assembleias de Deus do Estado de Goiás (UMADEGO), o pastor Frank Mendonça. Ele leu em Mateus 25.1-13 e falou sobre a passagem das dez virgens. “Jesus fala que o reino dos céus é semelhante a dez virgens. Todas estão vestidas de virgens, calçadas como virgens, com lâmpadas nas mãos ao encontro do seu noivo. 5 eram loucas e 5 eram prudentes, as prudentes levaram azeite de reserva para o caso de o caminho ser muito longo e as loucas não. Todas foram em direção ao noivo, o tempo passou e elas se cansaram, porque o noivo demorou. Todas as virgens adormeceram, elas foram entregues ao sono profundo. Mas a meia noite ouviu-se um grito: ‘Aí vem o noivo!’. O grito as fez despertar. Elas se levantaram e acenderam as suas lâmpadas. Mas quando as loucas foram ascender perceberam que o azeite havia acabado. Elas tinham a lâmpada, mas não havia nada dentro. Eram lâmpadas, mas não tinham nada dentro”, destacou o pregador.

Ele continuou “O texto diz que quando as virgens loucas saíram para comprar azeite, o noivo chegou.  As que estavam preparadas entraram com Ele nas bodas e a porta se fechou. Depois as loucas chegaram desesperadas batendo na porta e gritando: ‘Deixa-nos entrar!’, mas a porta que o noivo fecha não tem jeitinho, não tem dinheiro, status, poder, fama; nada consegue abrir”, disparou o pastor Frank, que em seguida falou sobre três verdades explicitas no texto de acordo com a sua percepção. “Primeira verdade: Nem todas que saíram ao encontro do noivo chegaram até o noivo. Saíram 10, só chegaram 5. Tem gente que sai, mas não chega. Não adianta sair e não chegar. Tem gente que sai de qualquer jeito; sai patinando, sai cantando pneu, sai com briga, sai sem pedir bênção ao pastor, sai sem pedir bênção aos pais, sai desrespeitando leis, desrespeitando os mais velhos, sai empurrando todo mundo dizendo que é do seu jeito. Eles saem com tudo, mas não chegam. Agora tem gente que sai devagarzinho, sai pedindo a bênção aos pais, instrução ao pastor, sai de baixo de cobertura, sai respeitado quem está na frente, sai respeitado que está atrás, quem está do lado, sai respeitando sinalização; para esse a velocidade não é tão importante, o mais importante é o alvo. Esse sai e chega!”, bradou pregador.  “Segunda verdade do texto: o nível de comprometimento, de envolvimento com o noivo não tem a ver com o exterior, tem a ver com o que tem dentro. Tem gente que parece mais não é. Tem roupa de virgem, jeito de virgem, mas não é virgem. Mas o olhar de Deus é de dentro para fora. Terceira verdade do texto: Jesus está voltando!”, enfatizou.

O pastor Frank Mendonça encerrou falando sobre três grandes acontecimentos antes da volta de Cristo. “O primeiro grande acontecimento é que Jesus vem tirar a sua igreja do mundo. Existe uma igreja nas ruas, nas favelas, na zona de prostituição, nos condomínios fechados, nos prédios, existe uma igreja que ainda não está aqui. Nós vemos o que é, Deus vê o que será. O segundo grande acontecimento é que Jesus vai tirar a igreja da igreja. Você não tem ideia do que Deus está fazendo no planeta terra. São ondas de avivamento invadindo os países.  O terceiro grande acontecimento é que o Espírito Santo vai tirar o mundo da igreja. Escândalo no Norte, no Sul, no Leste e no Oeste. Do jeito que está não dá. É o mundo dos disfarces, dos fingimentos, esconde na roupa de virgem a podridão que ninguém vê. Disfarça com glória, com aleluia, com língua estranha, com cargo, com oratória, decorando um monte de versículo e não conseguindo viver nenhum deles.  Para de fingir e querer agradar aos outros!”, orientou o pastor.